Hugo Chávez vai a Cuba para submeter-se a exames médicos

Presidente venezuelano disse que deve voltar no meio da semana a Caracas após verificar resultado de sessões de quimioterapia

iG São Paulo |

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, partiu para Cuba na noite de domingo, onde disse que fará exames médicos depois de ter sido submetido a quatro sessões de quimioterapia para combater o câncer, diagnosticado em meados do ano . Ao chegar a Havana, Chávez foi recebido no aeroporto pelo presidente Raúl Castro.

AP
Foto distribuída pelo Palácio de Miraflores mostra o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e sua filha Rosa embarcando em avião em direção a Cuba (16/10/2011)
Apesar de seu período de recuperação ter-lhe obrigado a diminuir suas aparições públicas, o presidente, de 57 anos, assegurou que logo retomará seu ritmo habitual de trabalho com o início da campanha para uma nova reeleição nas votações de outubro de 2012.

"Quero dirigir-me à nação para informar de nossa saída agora mesmo a Havana para continuar com esse processo que temos seguido há cerca de quatro meses", disse antes de decolar do aeroporto de Maiquetía, acompanhado por uma de suas filhas e na presença de vários ministros.

Chávez explicou que se submeterá "a exames rigorosos que implicarão uma revisão integral do corpo até os lugares mais recônditos para verificar os resultados dessa primeira etapa de tratamento".

O jornal oficial cubano Granma informou sobre a chegada de Chávez com uma fotografia onde se vê o líder venezuelano cumprimentando Raúl. De acordo com a publicação, Chávez chegou acompanhado de seu vice-presidente e ministro de Ciência e Tecnologia, Ricardo Menéndez, e dos ministros de Saúde, Eugenia Sader, e Agricultura, Juan Carlos Loyo.

Depois de uma delicada operação em junho na qual foi retirado um tumor grande na zona pélvica, Chávez recebeu três sessões de quimioterapia em Cuba e uma no Hospital Militar de Caracas.

Enquanto o presidente reitera que não ficaram células malignas em seu corpo e que está iniciando uma etapa de recuperação, a ausência de detalhes oficiais sobre a doença alimenta frequentes rumores e prognósticos em torno de sua saúde.

O presidente, que dessa vez não solicitou a permissão da Assembleia Nacional para ausentar-se para a viagem, acrescentou que pretende estar de volta à Venezuela no meio da semana.

*Com Reuters, EFE e AFP

    Leia tudo sobre: venezuelacubachávezquimioterapiacâncer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG