O presidente venezuelano Hugo Chávez acusou o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, de querer dinamitar a possibilidade de um diálogo com a Venezuela e com Cuba, e afirmou que a América Latina está vivendo uma revolução.

"O cavalheiro (Obama) disse que vai revisar a política em relação à américa Latina", afirmou Chávez em um comício de seu Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV). "Cavalheiro, vá estudar um pouco o que está se passando na América Latina. Se o cavalheiro ainda não entendeu, trata-se de uma revolução", acrescentou.

"Ele diz que gostaria de falar com os governos de Cuba e Venezuela, mas assim, desse jeito, está dinamitando antecipadamente qualquer possibilidade de diálogo porque se tem algo que nos sobra é dignidade", enfatizou.

Chávez ainda se defendeu das críticas que Obama fez contra ele, nas quais chamou o presidente venezuelano de "destruidor".

"Destruidor é o império, que ele também representa", concluiu.

nn/bl/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.