Hugo Chávez desiste de ações legais por filha mais nova

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, desistirá das ações legais com as quais tentava conseguir um novo regime de visitas a sua filha mais nova, Rosinés, de dez anos, anunciou o próprio Chávez neste domingo em seu programa semanal de rádio e TV.

AFP |

"Retiro a ação jurídica e verei de que maneira resolverei a situação. Se para evitar um drama como este tiver que fazer o maior sacrifício, eu o farei", disse Chávez, depois de pedir a benção de um sacerdote que estava no programa para abordar o tema.

"A única coisa que quero é poder ver minha filha, nas melhores condições e com regularidade, mas diante desta situação, diante do show que já está sendo montado, decidi desistir de minha solicitação", afirmou.

"Não vou permitir que a minha filha seja colocada no meio de um tribunal", acrescentou, em referência à passagem do Antigo Testamento no qual o rei Salomão ordenou que uma criança fosse cortada pela metade por considerar que era filha de duas mães diferentes.

A decisão de Chávez foi anunciada no dia seguinte às declarações de sua ex-esposa, Marisabel Rodríguez, de que estaria sendo "acossada".

nn/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG