O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, deu o seu apoio na noite de sexta-feira ao governo da China contra os planos secessionistas do Tibete e criticou as pretensões daqueles que condenam os próximos Jogos Olímpicos.

"Ratificamos nosso apoio à China em sua batalha contra os planos secessionistas (...). Condenamos a agressão contra a China manipulada com sentimento religioso, agora sobretudo no Tibete", disse Chávez durante um ato em ocasião da visita a Caracas do vice-primeiro-ministro do Conselho de Estado da China, Hui Liangyu, transmitido em cadeia nacional de rádio e TV.

"Tudo isso é culpa do império (Estados Unidos)", acrescentou Chávez, que nesta semana afirmou que a oposição venezuelana tem um plano para impulsionar iniciativas separatistas no estado venezuelano produtor de petróleo de Zulia (noroeste).

"Condenamos a pretensão imperialista de sabotar os Jogos Olímpicos", afirmou Chávez.

pt/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.