Hu Jintao inicia 1ª visita em 10 anos de um presidente da China ao Japão

Pequim, 6 mai (EFE).- O presidente da China, Hu Jintao, partiu esta manhã com destino ao Japão, na primeira visita em 10 anos de um chefe de Estado chinês ao país vizinho, histórico rival político e econômico, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

EFE |

A viagem de Hu acontece a convite do Governo japonês, e na qual se encontrará com o imperador Akihito, a imperatriz Michiko, e com o primeiro-ministro Yasuo Fukuda.

O presidente da China também terá um "amplo contato" com líderes do Parlamento japonês e com os diferentes partidos políticos para promover as relações bilaterais entre os dois países.

As relações entre Japão e China melhoraram consideravelmente desde que o ex-primeiro-ministro japonês Junichiro Koizumi deixou o poder, em 2006.

No entanto, ficaram abaladas nos últimos meses, especialmente pelo pedido de Tóquio para que Pequim retome o diálogo com o dalai lama.

O apoio de grupos de ativistas ao líder espiritual tibetano durante a passagem da tocha olímpica por solo japonês também causou mal-estar na China.

A relação entre os dois países também ficou estremecida por causa da disputa por jazidas de gás em águas limítrofes entre China e Japão, que, apesar de várias rodadas de diálogo, não registraram grandes avanços.

Hu se reuniu no domingo com um grupo de correspondentes japoneses em Pequim, e assinalou que o objetivo da visita era "reforçar a confiança mútua, a amizade e a cooperação, planejar programas para o futuro e impulsionar as relações bilaterais estratégicas".

"Os fatos demonstram que o desenvolvimento estável a longo prazo e uma boa amizade vizinha entre China e Japão interessa aos dois países e povos", acrescentou o líder chinês.

A visita é interpretada como mais um passo para melhorar as relações entre os dois países, depois que o ex-primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe "quebrasse o gelo" com a China, com uma visita em outubro de 2006, seguida de outra do primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, em abril de 2007.

O atual primeiro-ministro japonês, Yasuo Fukura, também demonstrou sua boa vontade em relação ao vizinho com uma visita em dezembro do ano passado. EFE mz/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG