HRW questiona investigação de Israel sobre ofensiva em Gaza

Jerusalém - A investigação do Exército israelense sobre a operação militar de 2009 na Faixa de Gaza não é imparcial nem crível, afirmou hoje a ONG Human Rigths Watch (HRW).

EFE |

Para a organização de defesa dos direitos humanos, a investigação é insuficiente e não responde às acusações do Relatório Goldstone, aprovado pela Assembleia Geral da ONU e que acusa Israel e o Hamas de crimes de guerra e possíveis delitos contra a humanidade. A ofensiva deixou mais de 1.400 palestinos e 13 israelenses mortos.

"É necessária uma investigação independente para que os que cometeram abusos, incluindo altos militares e políticos que ordenaram ações que violam as leis de guerra, sejam responsabilizados", indica a HRW em comunicado.

A ONG considera que deve ser aberta uma investigação independente que verifique, entre outros assuntos, as decisões de "atacar a infraestrutura política do Hamas, usar artilharia pesada e fósforo branco em áreas povoadas, atacar a Polícia e a aparente permissibilidade" das ordens dadas às tropas.

Leia mais sobre: Israel

    Leia tudo sobre: faixa de gazaisrael

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG