farsa para beneficiar militares - Mundo - iG" /

HRW qualifica referendo birmanês de farsa para beneficiar militares

(embargada até 01h01 de 1º de maio em Brasília) Nova York, 1 mai (EFE) - A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) qualificou hoje de farsa o referendo que Mianmar (antiga Birmânia) realizará em 10 de maio e afirmou que os militares do país usarão a consulta para se perpetuar no poder. Em Mianmar não existem as condições para que haja um referendo livre e justo, porque há repressão generalizada, denunciou HRW em um relatório de 61 paginas divulgado hoje e intitulado Votar para nada: o referendo constitucional de maio de 2008 em Mianmar. A entidade indicou que no país continuam acontecendo detenções de opositores, censura e proibição de reuniões políticas, além de não existir uma comissão eleitoral independente nem tribunais para supervisionar as votações. Além disso, persiste o ambiente de temor criado pelo Conselho de Estado para a Paz e o Desenvolvimento (SPDC), encarregado do referendo, acrescentou a organização. Os generais birmaneses estão mostrando como são ao continuar detendo todos aqueles que se opõem a essa farsa de referendo, disse o diretor da HRW para a Ásia, Brad Adams, em um comunicado de imprensa. Ele advertiu de que se a comunidade internacional aceitar os resultados dessa consulta, será um grande passo para trás. Em seu documento, a HRW denuncia que as autoridades militares birmanesas vão celebrar essa consulta popular em um ambiente de rígidas restrições para o acesso à informação e de...

EFE |

"Pedimos à comunidade internacional que não dê qualquer credibilidade a esse referendo e que insista em que são necessárias reformas reais", disse a organização.

Além disso, considerou que o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, "é particularmente responsável por falar alto e claro para que só (os resultados de) um plebiscito que cumpra os padrões internacionais seja reconhecido". EFE emm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG