A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) pediu nesta terça-feira a Israel e ao Hamas evitar tomar civis como alvo em seu conflito.

"Israel e o Hamas devem ambos respeitar as leis da guerra que proíbem os ataques deliberados e indiscriminados contra civis", informou a HRW em comunicado.

Human Rights Watch acrescentou que os projetis do Hamas contra cidades israelenses não discriminam entre alvos civis e militares, destacando também que o bombardeio israelense em Gaza é "ilegal"; denunciou três incidentes que provocaram a morte 18 civis, entre eles pelo menos sete crianças.

Mais de 370 palestinos - dos quais a sexta parte eram civis - e quatro israelenses morreram desde sábado passado nos combates.

sms/ltl/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.