A Geórgia admitiu ter usado bombas de fragmentação no conflito com a Rússia na Ossétia do Sul, afirmou nesta segunda-feira a organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW), que também acusó as tropas russas de terem utilizado o mesmo tipo de armamento.

"A Geórgia admitiu no fim de semana passado à Human Rights Watch ter usado bombas de fragmentação em diferentes lugares", afirmou à imprensa Bonnie Docherty, especialista do departamento de armas da organização, que tem sede em Nova York.

ama/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.