HRW denuncia presença de artilharia perigosa para civis na Geórgia

Nova York, 12 ago (EFE).- A organização Human Rights Watch (HRW) denunciou hoje a presença de lança-foguetes na Geórgia, os quais, segundo disse, podem ser perigosos para a população civil.

EFE |

Em um comunicado, a HRW afirma que pelo menos dois veículos lança-foguetes e uma grande quantidade de artilharia pesada foram posicionados na divisa da Geórgia com uma região separatista não especificada.

Os soldados encarregados de operar os equipamentos disseram à HRW que estavam se deslocando à fronteira com a Geórgia, onde ficariam à espera de ordens para abrir fogo.

Nesta terça-feira, segundo o mesmo comunicado, a televisão russa transmitiu imagens de lançamentos de foguetes em uma região da Abkházia até agora controlada por Tbilisi.

Os lança-foguetes citados pela HRW utilizam projéteis próprios para causar danos a grandes áreas.

"São armas que não fazem diferenciação quando usadas em zonas povoadas, porque não podem ser apontadas apenas contra alvos militares, e, portanto, põem em risco a população civil", disse a diretora da HRW para a Europa e a Ásia Central, Holly Cartner. EFE jju/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG