HRW denuncia aumento do número de afegãos mortos por ataques aéreos aliados

Nova York, 5 set (EFE).- A organização pró-direitos humanos Human Rights Watch (HRW) denunciou hoje o aumento do número de civis mortos no Afeganistão por ataques aéreos das forças dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

EFE |

A HRW também afirmou, em relatório de 43 páginas intitulado "Tropas em Contato: Ataques Aéreos e Mortes de Civis no Afeganistão", que civis são usados por talibãs como escudo humano.

A organização de defesa dos direitos humanos assegura que o número de civis mortos no Afeganistão por ataques aéreos dos EUA e da Otan triplicou entre 2006 e 2007, e denuncia que os recentes bombardeios "deram origem a uma reação violenta" por parte dos afegãos.

No relatório divulgado hoje, a HRW aponta ainda que em 2006 pelo menos 116 civis afegãos morreram por ataques aéreos americanos e da Otan, enquanto em 2007 o número já é de pelo menos 325.

Nos sete primeiros meses de 2008, pelo menos 119 civis afegãos faleceram pelo mesmo motivo.

A HRW expressa preocupação pelas contínuas mortes de civis em ataques aéreos, sobretudo porque "o número destes ataques subiu de forma assombrosa".

Com a divulgação de seu relatório, a organização fez um apelo ao Governo dos EUA e à Otan para que enfrentem o problema, e pediu que não se tome como "uma desculpa" o fato de que os talibãs utilizam civis como escudos humanos. EFE bj/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG