Hospitalizado na África do Sul goleiro togolês ferido no atentado de Angola

O goleiro togolês Kodjovi Obilalé, ferido a tiros no atentado de sexta-feira contra um ônibus de sua seleção de futebol, no enclave angolano de Cabinda, chegou neste sábado a Johannesburgo onde foi hospitalizado, indicaram fontes médicas da África do Sul.

AFP |

"Chamaram-nos na noite passada (de sexta-feira) para transportar dois membros da delegação (...) para a África do Sul", declarou à AFP o dr. Fraser Lamond, diretor regional da companhia International SOS, especializada em evacuações médicas.

"Os dois haviam sofrido ferimentos graves e, infelizmente, um deles morreu antes da chegada das ambulâncias aéreas", precisou.

"O segundo paciente chegou às 17H00 (15H00 GMT) a Johannesburgo está a caminho do hospital Mill Park", uma grande clínica privada situada no centro da cidade, acrescentou Lamond.

O guarda-costas Kodjovi Obilalé foi atingido por uma bala nos rins.

Segundo uma informação oficial divulgada neste sábado, morreram pelo menos duas pessoas - o encarregado de comunicação da equipe, Stanislas Ocloo, e o treinador adjunto, Abalo Amelete -, embora, segundo um jogador da seleção, também teria falecido o motorista do ônibus que transportava a seleção do Togo.

jg-chp/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG