Hospital de campanha brasileiro começa a funcionar no Haiti

PORTO PRÍNCIPE - O hospital de campanha da Força Aérea Brasileira no Haiti já está em pleno funcionamento e atendendo as vítimas do terremoto que atingiu o país no dia 12 de janeiro.

Vicente Seda, enviado especial a Porto Príncipe |

Vicente Seda
Hospital de campanha brasileiro já está funcionando

Hospital de campanha brasileiro já está funcionando

Após atraso de pouco mais de um dia por causa da dificuldade de pouso no aeroporto de Porto Príncipe, controlado pelos americanos, a instalação começou a funcionar na madrugada de segunda-feira, quando uma cirurgia de emergência foi feita no local.

Do lado de fora do hospital, pacientes fazem fila para serem atendidos. Muitos também chegam aos portões da base brasileira pedindo água.

A instalação tem capacidade para atender cerca de 400 pessoas por dia. Na enfermaria dentro da base, mais uma grávida foi atendida na manhã desta segunda-feira pela tenente Daniela Gil. Ainda não há um número oficial de atendimentos no local.

Atendimentos

Nas primeiras 24 horas de funcionamento, o Hospital de Campanha da Força Aérea (HCAMP) realizou 196 atendimentos em Porto Príncipe. Cerca de 80 % dos procedimentos foram relativos à ortopedia em decorrência dos ferimentos do terremoto, incluindo cirurgias (veja os casos na página da FAB ¿ www.fab.mil.br ).

O HCAMP deu prioridade ao atendimento dos pacientes que já estavam na sede do batalhão brasileiro na capital haitiana, que se tornou referência para a população vítima do terremoto do último dia 12.

Ao longo do dia, a equipe médica manteve contatos com autoridades da força de estabilização da ONU no país, assim como os comandantes brasileiros, para coordenar um fluxo de pacientes para o HCAMP, de acordo com o perfil de atendimento da unidade de saúde da FAB.

O HCAMP atenderá urgências e emergências, num primeiro momento, mas também oferecerá atendimentos ambulatoriais para a população, porque são esperadas doenças decorrentes da tragédia na fase seguinte da operação de socorro.

Vicente Seda
Hospital tem capacidade de atender até 400 pessoas por dia

Hospital tem capacidade para atender até 400 pessoas por dia

Vicente Seda
O hospital fica na base militar brasileira

O hospital fica na base militar brasileira


Veja também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: haititerremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG