Tamanho do texto

Bruxelas, 11 jul (EFE).- Os hospitais belgas se preparam para aplicar um plano especial para a gripe suína, depois que, nas últimas horas, foram confirmados 89 casos no país, vários deles em festivais de música, um dos focos de preocupação das autoridades sanitárias.

Segundo vários meios de comunicação, se o vírus começar a se propagar na Bélgica de forma mais virulenta, os centros médicos têm ordem de fechar sua entrada principal, liberar serviços e adiar as operações não urgentes.

Como teste, vários hospitais já estão preparando este "plano pandemia", que será apresentado no final de julho.

Além disso, o pessoal sanitário deverá tomar medidas de precaução como máscaras e luvas, para evitar o contágio.

Segundo as piores hipóteses que a imprensa considera hoje, um em cada três médicos ou enfermeiros poderia contrair o vírus.

Atualmente, um dos principais focos de preocupação é os vários festivais de verão (hemisfério norte) que acontecem no país.

Vários festivais com milhares de presentes acontecerão na Bélgica até o mês de setembro.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE mvs/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.