Hong Kong veta repatriação de mexicano com gripe suína

Hong Kong, 5 mai (EFE).- Um turista mexicano de 25 anos - único caso de gripe suína confirmado até o momento em Hong Kong - não foi autorizado a viajar no Boeing 777 fretado pelo México para repatriar voluntariamente seus cidadãos em diferentes pontos da China.

EFE |

"O paciente não deixará hoje Hong Kong", assegurou à Agência Efe um porta-voz do departamento de Saúde e Alimentação local, ao acrescentar que o turista deve ficar por pelo menos sete dias em quarentena.

Ontem, o secretário da Saúde e Alimentação da ex-colônia britânica, York Chow, já tinha avisado que o paciente, cujo estado de saúde é "estável", não deixará o hospital até que os responsáveis sanitários estejam "plenamente seguros de que já não está infectado".

Os outros quatro mexicanos que estiveram em contato direto com o paciente e que também estão internados e isolados em um hospital local "poderão tomar o avião se esta for sua vontade", disse o porta-voz. EFE mch/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG