Por Tan Ee Lyn HONG KONG (Reuters) - Pesquisadores de Hong Kong estão colhendo anticorpos de pessoas que tiveram a gripe suína e se recuperaram, com a esperança de usá-los para tratar pessoas que adoecerem gravemente no inverno próximo.

Eles preveem que o vírus se tornará mais agressivo nos meses do inverno, o que significa que mais pessoas ficarão gravemente doentes, precisarão de cuidado hospitalar intensivo ou morrerão.

"Não é preciso que o vírus sofra uma mutação: uma mudança na temperatura e o clima mais frio e mais seco deixarão o vírus mais agressivo e ativo, e prevemos mais casos graves da doença," disse Ivan Hung, professor assistente no Departamento de Medicina da Universidade de Hong Kong.

Hung disse à Reuters em entrevista que as previsões são baseadas nos índices mais altos de mortalidade em alguns países do hemisfério sul, que acabam de passar por seus meses de mais frio.

"Foi exatamente o que aconteceu na Austrália, Argentina e Brasil, onde os índices de mortalidade são chocantes," disse ele.

"É isso o que estamos prevendo para Hong Kong no inverno. Estamos prevendo mais hospitalizações e a internação de mais pacientes que requerem cuidados intensivos. A expectativa é que o índice de mortalidade seja muito mais alto do que é agora."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.