Hong Kong se prepara para receber a tocha olímpica

As autoridades de Hong Kong faziam nesta quinta-feira os últimos preparativos para o percurso da tocha olímpica, na sexta-feira, enquanto diplomatas estrangeiros se mostravam preocupados com a decisão do governo da antiga colônia britânica de impedir a entrada de ativistas pró-Tibete.

AFP |

A chama olímpica chegou ao aeroporto de Hong Kong na quarta-feira procedente do Vietnã. Após ser recebida com tapete vermelho e um coral infantil, a tocha deixou o local de ônibus, com destino desconhecido, e só voltará a aparecer no momento do percurso, cujo revezamento contará com 120 participantes.

O evento de sexta-feira será a última oportunidade de ativistas pró-Tibete e defensores dos direitos humanos para protestar contra a situação tibetana e a repressão chinesa, que no fim de março deixou mais de 200 mortos em Lhasa e outras regiões com população tibetana.

Para Pequim, no entanto, os protestos de março deixaram apenas 20 mortos.

Depois de Hong Kong, a chama ficará sob o rígido controle do regime chinês.

Entre os ativistas pró-direitos humanos que tentavam se reunir em Hong Kong está a atriz americana Mia Farrow, que chegou à província na quinta-feira e prometeu que não perturbará o percurso da tocha.

Porém, pelo menos 13 pessoas, entre elas conhecidos ativistas, não conseguiram entrar no território chinês antes do percurso da tocha olímpica, informaram diplomatas estrangeiros e grupos de militantes anti-China.

gn/ap/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG