Hong Kong marca 35º aniversário da morte de Bruce Lee com exposição

HONG KONG - Os fãs de Bruce Lee em Hong Kong optaram por marcar o 35º aniversário de sua morte com uma exposição que inclui pôsteres de filmes, capas de revistas e livros sobre o ator.

AP |

Entre os 800 itens estão ainda as cartas escritas por Lee que detalham sua vida nos Estados Unidos, onde ele frequentou a Universidade e ensinou kung fu antes de voltar a Hong Kong.

O ator Danny Chan, que interpreta Lee em uma série para a televisão chinesa com lançamento previsto para esse mês, participou da cerimônia de inauguração da exposição nessa sexta-feira.

Chan disse que espera que a exposição, organizada pelo Fã Clube Bruce Lee de Hong Kong, aumente o conhecimento público de Lee.

"Muitas pessoas gostam de Bruce Lee mas sabem pouco sobre ele", disse o ator.

Lee fez fama como ator em Hong Kong e morreu aqui no dia 20 de julho de 1973, aos 32 anos, por causa de um edema cerebral.

Ele ficou conhecido por filmes em que interpretava personagens que defendiam os chineses e a classe operária de opressores. Entre seus filmes estão "Dragão Chinês", "Operação Dragão" e "O Jogo da Morte".

Negociações para transformar a casa de Lee em um museu estão em andamento. O filantropo dono da casa se ofereceu para doar a propriedade (hoje usada como um motel) e faz parte de um grupo que quer que o governo local ajude na criação do museu.

Leia mais sobre: Bruce Lee

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG