Hong Kong declara alerta após primeiro caso de gripe suína

HONG KONG - As autoridades de saúde de Hong Kong declararam alerta sanitário após a confirmação do primeiro caso de gripe suína no local, até agora o único na Ásia, e criaram um grupo especial para lidar com a situação.

EFE |

Um mexicano que veio da cidade chinesa de Xangai no voo 505 da empresa China Eastern ontem está infectado com o vírus da doença, disse o secretário de Alimentação e Saúde de Hong Kong, York Chow, em entrevista coletiva.

O chefe do Executivo local, Donald Tsang, anunciou na mesma entrevista coletiva a declaração do estado de emergência na saúde depois de a Universidade de Hong Kong ter confirmado o caso de gripe suína às 20h locais (9h de Brasília).

As autoridades sanitárias puseram em quarentena o hotel Metropark, onde o mexicano infectado se hospedou, e procuram o taxista que o levou ao hotel e os passageiros do voo em que chegou ao território.

O turista mexicano, que chegou a Xangai na sexta-feira em um avião da Aeroméxico, não demonstrou sintomas da doença até voar para Hong Kong. O primeiro afetado pelo vírus A(H1N1) na Ásia está isolado no hospital Princess Margaret, junto com outros mexicanos que o acompanhavam na viagem.

As autoridades de saúde do território cooperam com as de Xangai na busca de pessoas que estiveram em contato com o mexicano infectado. Hong Kong está em alerta máximo contra a gripe suína, diante do temor de que o primeiro caso desencadeie uma epidemia no território e, possivelmente, no restante da populosa China.

Entenda a gripe A H1N1:

Leia mais sobre: gripe A H1N1

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG