Honduras reabre parcialmente aeroportos após tensão por Zelaya

TEGUCIGALPA (Reuters) - O governo de facto de Honduras reabriu parcialmente nesta quarta-feira os quatro principais aeroportos do país, que estavam fechados desde segunda-feira, após o retorno inesperado do presidente deposto Manuel Zelaya. Autoridades da Aviação Civil disseram que retomaram os voos nacionais de passageiros nos aeroportos de Tegucigalpa, San Pedro Sula, La Ceiba e Roatán, e os voos internacionais de carga em San Pedro Sula.

Reuters |

"Sobre os voos internacionais (de passageiros), esperamos que a decisão de autorizar aconteça durante o dia", disse à Reuters o diretor da Aviação Civil, Alfredo San Martín.

O governo de facto fechou os aeroportos e mantém as fronteiras terrestres bloqueadas, permitindo a passagem apenas de serviços de emergência e jornalistas.

Zelaya, deposto por um golpe de Estado há três meses, se abriga na embaixada do Brasil com partidários desde que voltou ao país para tentar retomar o poder.

(Reportagem de Gustavo Palencia)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG