Honduras: Micheletti insiste que não renunciará antes da posse de Lobo

O presidente de fato de Honduras, Roberto Micheletti, voltou a dizer nesta terça-feira que não renunciará à presidência antes da posse do novo governante eleito Porfirio Lobo, apesar das grandes pressões da comunidade internacional.

AFP |

"Não vou renunciar até que termine o período que me corresponde constitucionalmente", declarou Micheletti à rádio HRN, depois de se reunir na noite de segunda-feira com Lobo, do opositor Partido Nacional (PN, direita), vencedor das eleições de 29 de novembro.

A comunidade internacional, com os Estados Unidos à frente, exige que Micheletti deixe o governo antes que Lobo assuma o poder no dia 27 de janeiro, para reconhecer seu governo e restablecer a ajuda que foi suspensa depois do golpe de 28 de junho que depôs o então presidente Manuel Zelaya.

"Eu fui eleito pelo Congresso e o único que pode me destituir ou tirar da posição é o mesmo Congresso Nacional", disse Micheletti, que assumiu o poder poucas horas depois da deposição de Zelaya.

"Ainda e mesmo que o mundo me peça, ainda e mesmo que os países que estiveram intransigentemente nos olhando com ódio, sem justificativa, ainda assim não o farei", concluiu Micheletti.

Micheletti indicou que, em seu encontro com Lobo, "discutimos sobre todos os temas", entre eles "a transição" e a "anistia".

nl/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG