O Exército atirou nesta quinta-feira contra manifestantes que exigiam a volta do presidente hondurenho, Manuel Zelaya, em um protesto na cidade de San Pedro Sula, ferindo ao menos duas pessoas, revelou a deputada Silvia Ayala.

O confronto ocorreu no Parque Central, e "temos imagens que mostram a agressão do Exército contra os manifestantes", disse Ayala, acrescentando que "um jovem foi baleado e um fotógrafo apresenta lesões na cabeça".

Segundo Ayala, o jovem recebeu "disparos de (fuzil) M-16 e foi levado ao hospital Catarino Rivas".

O outro ferido, o fotógrafo salvadorenho Mario Amaya, informou por telefone que recebeu "vários golpes na cabeça e nos braços", apesar de se identificar como jornalista.

O comissário da polícia de San Pedro Sula, David Arellano, disse ignorar a informação sobre feridos, mas admitiu que há manifestantes detidos.

hov/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.