O coordenador da delegação do governo de fato de Roberto Micheletti, Carlos López, classificou de inaceitáveis as propostas do mediador Oscar Arias para solucionas a crise hondurenha, em particular a restituição do presidente deposto Manuel Zelaya no poder.

"Sinto muito senhor presidente, mas as propostas que você apresentou são inaceitáveis para o governo constitucional de Honduras que represento (...) Em particular, sua proposta número um representa uma intromissão direta nos assuntos internos de Honduras", disse López ao final do segundo dia de mediação do presidente costarriquenho Arias.

af/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.