Homens detidos em Londres por suposta "ameaça" ao papa são libertados

Pelo menos cinco dos seis indíviduos presos são norte-africanos

EFE |

Londres - Seis homens detidos em Londres pela Polícia em relação a uma suposta ameaça para o papa Bento XVI durante sua visita ao Reino Unido, foram libertados esta madrugada sem acusações, informou a Scotland Yard (polícia londrina).

Os seis, de idades compreendidas entre 26 e 50 anos, que trabalham como varredores para uma empresa privada, foram detidos na sexta-feira depois que alguém os ouviu supostamente planejar um ataque na cantina do trabalho.

Pelo menos cinco deles são norte-africanos, aparentemente argelinos, o que serviu para que um jornal sensacionalista exibisse na capa e em grande manchete de "complô islâmico para matar o papa". A Polícia, que se negou a confirmar as informações segundo as quais os varredores estavam brincando na cantina, justificou as detenções assinalando que se viu obrigada a investigar o que parecia uma ameaça real.

    Leia tudo sobre: iGlondrespresospapa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG