Homens atacam sede eleitoral de maior rival de Ahmadinejad

Teerã - Um grupo de desconhecidos atacou nesta sexta-feira com bombas de fumaça uma das sedes eleitorais do candidato independente pró-reformista Mir Hussein Moussavi, sem deixar feridos, em um ato que causou pânico entre os eleitores.

EFE |

Testemunhas explicaram que pouco depois das 15h (7h30 de Brasília), um grupo de homens atirou bombas de fumaça e gás contra o edifício que o ex-presidente iraniano Mohamad Khatami -que apoia o ex-primeiro-ministro- tem em um bairro no norte de Teerã.

"Houve muita confusão, mas felizmente não houve feridos a lamentar. Tivemos que evacuar o edifício, mas nada além", afirmou um dos afetados.

Nesta sede foi centralizada a campanha pela internet de Moussavi, principal ameaça à reeleição do presidente, o ultraconservador Mahmoud Ahmadinejad.

Após votar, o ex-primeiro-ministro voltou hoje a expressar seu temor de que as eleições, fundamentais para o futuro do país, não sejam limpas.

AP
O presidente Ahmadinejad vota nesta sexta-feira

Mais de 46 milhões de iranianos estão convocados nesta sexta às urnas nas décimas eleições presidenciais desde o triunfo da revolução islâmica, em 1979.

Os resultados finais, que devem ser validados pelo Conselho de Guardiães, serão anunciados 24 horas depois do fechamento dos colégios.

Caso nenhum dos quatro candidatos obtenha mais de 50% dos votos válidos emitidos, haverá um segundo turno, previsto para a próxima sexta-feira.

Leia mais sobre Irã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG