Lagos, 5 mar (EFE).- Um grupo de homens armados sequestrou nesta quarta-feira um trabalhador libanês no estado de Bayelsa, no sul da Nigéria, confirmaram hoje porta-vozes da Força Militar Conjunta (JTF), responsável pela segurança nessa região petrolífera.

Identificado somente como David, o sequestrado trabalha para a empresa Elite Construction Company, que faz as obras da estrada Polaku/Sabagreia por incumbência da Comissão para o Desenvolvimento do Delta do Níger (NDDC).

O porta-voz da JTF, coronel Rabe Abubakar, disse aos jornalistas em Abuja, a capital federal nigeriana, que o sequestro foi realizado por "indivíduos e grupos que têm como objetivo provocar o caos na região, transformando-a em um lugar inseguro para viver e hostil aos investimentos". EFE da/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.