Homens armados seqüestram dois franceses de ONG no Afeganistão

Paris, 18 jul (EFE) - Dois franceses da ONG Ação Contra a Fome (ACF) foram seqüestrados hoje no sul do Afeganistão por pessoas armadas que os levaram do local no qual dormiam.

EFE |

Os dois franceses foram capturados em uma casa da localidade de Nili, na província de Day Kundi, onde a equipe da ONG dormia.

Um grupo de pessoas armadas entrou no local, após render os guardas que estavam do lado de fora, e os levaram em vários veículos, explicou a ACF em comunicado.

A associação, que decidiu suspender todas as operações no Afeganistão, acrescentou que, segundo as informações divulgadas, os dois voluntários ainda estavam vivos.

A organização também indicou que tinha criado uma célula de crise em Paris e Cabul, e fazia de tudo para conseguir "sua libertação o mais rapidamente e nas melhores condições possíveis".

A ACF, que não especificou os nomes dos franceses, insistiu em que em uma situação que "já é extremamente complexa e sensível", sua vontade é oferecer "uma comunicação reduzida para preservar a segurança dos dois voluntários e não criar obstáculos aos contatos em andamento".

O Ministério de Assuntos Exteriores francês confirmou o seqüestro dos dois homens e indicou que se mobilizou "para obter a libertação no prazo mais rápido", e que está "em contato permanente" com as autoridades afegãs, com os responsáveis da ONG e com as famílias.

Em comunicado, o ministério lembrou que nestes casos "a discrição é indispensável para a eficácia", e explicou que o chanceler Bernard Kouchner pediu que se ative imediatamente o novo centro de crise do departamento.

Já a ACF condenou o que qualificou de "um ato criminoso que, mais uma vez, afeta a integridade dos atores humanitários e põe em risco a assistência à população civil". EFE ac/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG