Homens armados matam mãe e filha no Afeganistão por 'imoralidade'

Segundo autoridades, Taleban estaria por trás da ação e grupo insurgente acusou mulheres de 'atividades imorais e adultério'

iG São Paulo |

Uma mãe e sua filha foram assassinadas em sua casa na província de Ghazni, no leste do Afeganistão, por homens armados, informaram autoridades da segurança nesta sexta-feira.

Os oficiais disseram que o Taleban está por trás da ação, e, segundo eles, o grupo insurgente acusou as mulheres de "atividades imorais e adultério". A polícia afirmou que dois homens suspeitos de envolvimento no crime estão presos.

O ataque aconteceu a apenas 300 m do palácio do governo na cidade de Ghazni, que está na lista de lugares a serem transferidos do controle da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) para a segurança nacional.

Leia também: Reforço militar no Afeganistão será retirado até setembro de 2012

De acordo com a BBC, autoridades de segurança afirmaram que os homens entraram na casa onde a jovem viúva vivia com sua filha, as levaram para o quintal, onde começaram a apedrejá-las e, então, as mataram com tiros. "Os vizinhos não ajudaram ou informaram as autoridades no momento", disse um dos agentes.

Um policial ouvido pela AFP desmente as informações que saíram na mídia local de que as duas tinham sido apedrejadas até a morte.

Em outubro do ano passado, uma mulher acusada de ter matado a sogra foi assassinada pelo Taleban em Ghazni, local estrategicamente localizado entre Cabul e Kandahar, província que já foi centro comercial.

Esses casos colocam em evidência os perigos que muitas mulheres enfrentam no Afeganistão depois que uma invasão dirigida pelos Estados Unidos há dez anos derrubou o regime Taleban, que aplicava uma política repressiva contra as mulheres.

Com AFP e BBC

    Leia tudo sobre: afeganistãotalebanmulherassassinatootaneuaghazni

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG