Homens armados matam 2 policiais na Caxemira indiana

Nova Délhi, 22 dez (EFE) - Pelo menos dois membros das forças de segurança morreram hoje devido aos disparos de um grupo de supostos insurgentes na Caxemira indiana, dois dias antes que terminem as eleições à Assembléia regional.

EFE |

Fontes oficiais citadas pelas agências indianas disseram que homens fortemente armados atiraram contra os dois agentes que faziam patrulhas nas proximidades da principal estação de ônibus da localidade de Sopore.

"Os dois agentes foram feridos gravemente na emboscada e levados a um hospital, onde não resistiram aos ferimentos", disse uma fonte policial à agência "Ians".

As forças de segurança e da Força de Polícia da Reserva Central (CRPF), uma corporação paramilitar encarregada de fazer operações contra os insurgentes, isolaram a zona e lançaram uma ação para capturar os agressores.

O episódio aconteceu dois dias antes de que seja realizada a sétima e última fase das eleições na Caxemira indiana e, embora vários grupos tenham pedido o boicote das eleições, até o momento a participação popular nas votações já concluídas foi superior a 50%.

Mais de dez organizações terroristas agem desde 1989 na zona da Caxemira sob controle da Índia para conseguir a independência desta região ou sua anexação ao Paquistão.

A Caxemira, território de maioria muçulmana, é uma área disputada entre Índia e Paquistão desde a independência e partilha do território indiano, em 1947. EFE jrc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG