Homens armados invadem delegacia e fazem reféns no Iraque

Polícia recuperou controle do prédio e libertou reféns após cerca de três horas; número de mortos ainda é incerto

iG São Paulo |

Homens armados vestidos de policiais invadiram uma delegacia na província de Anbar, oeste do Iraque, nesta segunda-feira, fazendo dezenas de reféns durante cerca de três horas. A crise acabou quando forças de segurança entraram no local e libertaram os reféns, muitos deles funcionários do governo iraquiano que trabalhavam no segundo andar.

As informações sobre o ataque ainda são conflitantes. Entre quatro e sete agressores teriam invadido a delegacia armados com granadas, pistolas e coletes de explosivos. Eles entraram na delegacia por volta das 9h (horário local) e não foram revistados porque estavam vestidos com uniformes policiais.

Pelo menos dois dos agressores teriam detonado os coletes no momento em que a polícia invadiu o prédio e matou os demais. O número de mortos ainda é incerto, mas pelo menos três reféns estão entre as vítimas, de acordo com autoridades.

Há relatos de que homens armados tentaram atacar outra delegacia a cerca de 15 km, mas foram impedidos pelas forças de segurança. Também há especulações de que o objetivo do ataque era conseguir a libertação de presos.

Anbar, que fica numa vasta província desértica no oeste do Iraque, é o antigo bastião de afiliados da Al-Qaeda no país. No mês passado, homens-bomba mataram quatro pessoas em um ataque a outro complexo do governo em Ramadi, também na província de Anbar.

A violência no Iraque caiu fortemente desde o auge da luta sectária em 2006 e 2007, mas insurgentes islâmicos sunitas e milícias xiitas radicais ainda fazem ataques diários enquanto as tropas dos EUA se preparando para deixar o país no final do ano.

Com Reuters, AP, AFP e EFE

    Leia tudo sobre: iraqueataqueexplosão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG