Homenagem às vítimas marca 2 anos de tragédia com avião da TAM

São Paulo, 17 jul (EFE).- Familiares das vítimas do acidente com o avião da TAM há dois anos durante a aterrissagem no aeroporto de Congonhas, no sul de São Paulo, se manifestaram hoje pacificamente no local da tragédia para pedir justiça.

EFE |

O acidente com o Airbus A320 da TAM, que fazia o voo 3054 entre Porto Alegre e São Paulo, ocorreu em 17 de julho de 2007, quando a aeronave derrapou ao aterrissar na pista molhada do aeroporto de Congonhas, e se chocou contra um depósito da própria companhia aérea.

Dezenas de pessoas se reuniram diante do hangar da TAM contra o que o avião colidiu. Ali, colaram fotos de alguns dos 199 mortos no acidente e mais tarde participaram de uma missa em memória das vítimas.

"Sempre lembraremos à sociedade que é preciso fazer justiça.

Queremos que os culpados sejam punidos", disse à imprensa Roberto Gomes, assessor da associação de familiares das vítimas do Voo 3054 da TAM.

As investigações do acidente apontaram falhas de cerca de dez funcionários da administração aeroportuária, dos órgãos de controle e dos pilotos do avião.

Segundo o relatório de novembro passado do Instituto de Investigação Criminal de São Paulo, dados inexatos sobre o estado da pista de Congonhas, que acaba de ser remodelada, podem ter influenciado na determinação dos pilotos para aterrissar em chão molhado.

O comandante Kleyber Lima e o copiloto Henrique Di Sacco, que morreram junto a todos os ocupantes da aeronave, também teriam tido responsabilidade pelo uso incorreto de alguns equipamentos na aterrissagem, segundo as investigações. EFE joc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG