Homenagem a Stalin provoca escândalo em Moscou

Uma frase que homenageia o ditador soviético Josef Stalin no teto de uma estação de metrô de Moscou foi considerada escandalosa por defensores dos direitos humanos, que exigiram a retirada.

AFP |

A estação de Kurskaia, no centro da cidade, foi reinaugurada na terça-feira após meses de obras. No teto da plataforma principal aparece a frase "Stalin nos educou na fidelidade ao povo", palavras que constaram no hino nacional soviético.

Esta iniciativa, no entanto, não pretende glorificar o ditador e sim devolver à estação seu aspecto histórico, explicou o diretor da empresa que adminitra o metrô moscovita, Dmitri Gaev.

"As obras permitiram apresentar aos passageiros exatamente o mesmo local que viam seus pais e avós nos anos 50", declarou ao jornal Vremya Novosteï.

Mas a frase provocou polêmica. "É algo escandaloso!", declarou à AFP Serguei Mitrojin, um dos líderes do partido de oposição Iabloko.

"Vamos exigir que esta frase vergonhosa seja retirada e vamos conseguir", afirmou a ex-dissidente soviética Liudmila Alexeeva.

"Os que fizeram isto têm um excelente olfato, sabem que as tendências vêm de cima. (O primeiro-ministro Vladimir) Putin restaurou o hino stalinista e simpatiza com Stalin", completou.

ahe-or/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG