Homem-bomba responsável por explosão na Rússia seria do Cáucaso

Autoridades que investigam atentado terrorista no aeroporto de Moscou suspeitam de homem de região separatista do país

iG São Paulo |

As autoridades que investigam o atentado terrorista no aeroporto de Domodedovo que matou cerca de 30 pessoas e deixou ao menos 100 feridas nesta segunda-feira em Moscou, capital russa, suspeitam que o responsável pelo ataque seja um homem-bomba do Cáucaso do Norte.

A polícia anunciou nesta tarde que encontrou a cabeça do suspeito. "Foi encontrada a cabeça de um homem de aparência árabe, de idade entre 30 e 35 anos, que possivelmente ativou a bomba", indicou a fonte, citada pela agência "Interfax".

Outras três pessoas da mesma região separatista são procuradas suspeitas de envolvimento no ato, de acordo com a agência de notícias russa Interfax. Eles teriam ligação com duas terroristas, uma mulher-bomba que morreu em um atentado em dezembro de 2010 em Moscou e outra que foi presa em Volgograd, na Rússia, pouco tempo depois.

De acordo com as autoridades, um dos três suspeitos morava em Moscou há "algum tempo".

Histórico de atentados

O Cáucaso do Norte é uma região separatista da Rússia que concentra a maior parte dos muçulmanos do país. Nos últimos 15 anos, separatistas do Cáucaso e o governo Russo se enfrentaram em diversos conflitos e guerras.

Em setembro de 2010, um atentado suicida em um mercado de Vladikavkaz , capital da República da Ossétia do Norte, também na região do Cáucaso russo, deixou pelo menos 17 mortos. O ataque, que também deixou mais de 130 feridos, foi um dos piores nessa região em anos. A explosão do carro-bomba teve uma potência equivalente a 30 a 40 quilos de TNT. Segundo o presidente da região, Taimuraz Mamsurov, a ação foi realizada por um suicida que detonou seu carro ao chegar ao mercado.

O ataque no mercado foi o quarto nos últimos 11 anos. O mais grave foi o de 19 de março de 1999, quando uma bomba deixou 52 mortos e 168 feridos.

    Leia tudo sobre: explosãoRússiaMoscouaeroporto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG