Homem-bomba mata cinco em ataque a xiitas paquistaneses

ISLAMABAD, Paquistão - Um homem-bomba matou cinco pessoas neste domingo após uma explosão em um local de encontro de muçulmanos xiitas na principal cidade da parte paquistanesa da Caxemira, disse a polícia.

Reuters |

A explosão ocorreu no final de uma procissão da Ashura, o maior evento do calendário xiita. Uma testemunha disse ter visto partes do corpo do homem-bomba na rua, na cidade de Muzaffarabad. Pelo menos 30 pessoas ficaram feridas, afirmou a polícia.

A segurança foi reforçada em todo o país para a Ashura, celebração que atraiu ataques de militantes sunitas nos últimos anos. A explosão reforça os desafios de segurança que o Paquistão, aliado dos Estados Unidos, está enfrentando. O país luta contra militantes ligados à Al-Qaeda e sofre pressão norte-americana para ajudar a estabilizar o Afeganistão, onde a insurgência Taleban está crescendo.

Mais cedo, o presidente Asif Ali Zardari defendeu a democracia no Paquistão. "Se alguém colocar olhos maldosos sobre a democracia, arrancaremos seus olhos", afirmou Zardari a partidários em festa na cidade de Naudero.

Falando no segundo aniversário do assassinato de sua mulher, a ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, o combativo líder também sugeriu que não tem a intenção de renunciar após a possibilidade novas acusações de corrupção contra seus aliados.

A violência no país intensificou-se desde julho de 2007, quando o Exército retirou militantes de uma mesquita radical em Islamabad. Entre as vítimas da violência está Bhutto, que foi assassinada por um ataque de homem-bomba, acrescido de disparos, depois que a ex-premiê voltou do exílio ao país.

Leia mais sobre Paquistão

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG