Homem-bomba mata 65 e fere mais de 100 pessoas no Paquistão

Homem ataca região próxima a escritório do governo paquistanês. Crianças e mulheres estão entre os mortos

Reuters |

Um homem-bomba em uma motocicleta matou ao menos 65 pessoas, incluindo mulheres e crianças, em uma instável região do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão, disseram autoridades.

O homem atacou em uma reunião de centenas de pessoas em torno do escritório de uma autoridade do governo paquistanês na região noroeste de Mohmand, onde forças de segurança ampliaram os ataques a militantes do Taliban nas últimas semanas.

Reuters
Homem passa pelos escombros deixados pela explosão da bomba carregada pelo suicída, na região de Mohmand, no noroeste do Paquistão
Os alvos eram aparentemente anciões tribais, que foram ao escritório de Rasool Khan, assistente político de Mohmand, para uma reunião. "Agora o número de mortos é 65. Cerca de 112 pessoas ficaram feridas", disse Khan à Reuters.

Entre os feridos estavam pessoas desalojadas pelos conflitos entre forças de segurança e militantes que procuravam assistência perto do local da explosão. Moradores locais disseram que cinco crianças, entre 5 e 10 anos, e várias mulheres estavam entre os mortos.

"Eu estava a poucos metros do escritório quando ouvi a explosão. Não sei como aconteceu, mas pude ver vários corpos no chão e pessoas correndo em todas as direções", disse Riaz Hussain, uma testemunha.

Em 2009, o Paquistão lançou duas grandes ofensivas no noroeste contra militantes do Taliban, que mataram centenas de pessoas em ataques retaliatórios no país.

    Leia tudo sobre: MUNDOPAQUISTAOATAQUE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG