DUBAI (Reuters) - Um homem vindo de Nova York foi confirmado como o primeiro caso da gripe H1N1 no Barein, informou a rede de televisão Al Arabiya nesta segunda-feira, citando o Ministério da Saúde do país. Não há mais informações sobre o caso.

No domingo, os Emirados Árabes Unidos disseram que um homem que desembarcou em voo vindo do Canadá foi confirmado como o primeiro caso da gripe nos Emirados.

O jornal Gulf News informou, citando uma autoridade não-identificada, que o homem infectado era um médico canadense de origem paquistanesa, que foi a um hospital na cidade de Al Ain para se submeter a testes após ter apresentado sintomas da gripe.

O Kuweit, usado pelo Exército dos Estados Unidos como base logística para o vizinho Iraque, disse no domingo que 18 soldados norte-americanos foram confirmados como contaminados com a gripe H1N1, os primeiros casos na região do Golfo.

A Organização Mundial da Saúde disse nesta segunda-feira que seus laboratórios confirmaram 12.515 casos da nova gripe, que já matou 91 pessoas.

(Reportagem de Firouz Sedarat)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.