Homem vestido de Papai Noel mata 8 pessoas em Los Angeles

LOS ANGELES (Reuters) - Pelo menos oito pessoas foram mortas por um homem vestido de Papai Noel que disparou contra parentes de sua ex-mulher e depois incendiou uma casa durante a festa de Natal, informou a polícia de Los Angeles na quinta-feira. Bruce Jeffrey Pardo, de 45 anos, o único suspeito pelo crime cometido em Covina, Califórnia, cometeu suicídio posteriormente e seu corpo foi encontrado na casa de um parente perto de Sylmar, de acordo com a polícia.

Reuters |

O suspeito, que tinha em seu poder pelo menos duas pistolas e um artefato incendiário artesanal, disparou os primeiros tiros logo após invadir a casa, disse a jornalistas o tenente Pat Buchanan, do departamento de polícia de Covina.

A casa, de propriedade de parentes da ex-esposa de Pardo, pegou fogo durante o tiroteio e estava totalmente tomada pelas chamas quando a polícia chegou.

"Seis corpos foram confirmados no local. Eles não foram identificados ainda. Estão muito queimados e terão de ser reconhecidos pela arcada dentária", disse Buchanan.

A polícia não soube informar quantas pessoas morreram vítimas dos tiros ou do incêndio.

Pardo recentemente teve um processo de divórcio contencioso após casamento de um ano, disse a polícia. "Acreditamos que era uma disputa conjugal", disse Buchanan.

Duas pessoas ficaram feridas pelos tiros, uma menina de 8 anos que abriu a porta e levou um disparo no rosto e uma adolescente de 16 anos que levou um tiro nas costas quando fugia da casa com outros hóspedes.

Algumas pessoas pularam pela janela da casa de dois andares, de acordo com a polícia. As duas garotas feridas não correm riscos.

Testemunhas entre as 25 pessoas que estavam na festa de Natal disseram à polícia que Pardo tirou a roupa de Papai Noel após os tiros e deixou o local com roupa comum.

(Reportagem de Anthony Boadle)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG