Um homem armado sequestrou um avião de passageiros no balneário de Montego, na Jamaica, e ainda mantém cinco membros da tripulação como reféns nesta segunda-feira. Ao todo, havia 182 pessoas a bordo do avião fretado pela CanJet, entre elas, 169 passageiros, que foram libertados.

O avião deveria ter partido para Halifax, no Canadá, no domingo à noite, quando foi invadido pelo sequestrador, que tinha ultrapassado barreiras de segurança depois de fazer o check-in e entrou na nave brandindo uma arma de fogo.

A polícia e os serviços de segurança isolaram o aeroporto e cercaram o avião. A segurança no aeroporto de Montego, o mais moderno do Caribe, é considerada boa.

"A situação continua", disse a porta-voz do aeroporto Elizabeth Scotton, segundo a agência de notícias Associated Press.

AFP
Avião sequestrado na Jamaica


Nenhum ferido

As informações são de que o sequestrador teria assaltado os passageiros. A maioria foi liberada meia hora depois. Também há informações de que ele teria disparado um tiro, mas ninguém ficou ferido.

"Todos os passageiros foram retirados com segurança do avião, mas a tripulação da CanJet e o sequestrador permanecem a bordo", disse a CanJet num comunicado.

"A gente entende que, entre as pessoas que permanecem a bordo, ninguém está ferido."

A maior parte dos passageiros foi levada para um hospital local, alguns deles sofrendo de choque.

Não estão claras quais as exigências do sequestrador.

Leia maissobre sequestro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.