Sequestradores são guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia

Bogotá - Um patrulheiro da Polícia colombiana, que foi sequestrado na última quinta-feira junto a seis pessoas em uma estrada do departamento (estado) de Nariño, fronteira com o Equador, escapou ao atirar-se de um abismo, informou a imprensa local.

Tudo indica que os sequestradores são guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia. Em declarações à rede de televisão "Caracol", o policial disse que se aproveitou de uma distração dos responsáveis por vigiá-lo e fugiu, pois se lembrou das imagens de outros militares que estão em poder das Farc.

"Lembrei dos companheiros que estão acorrentados e me joguei pelo abismo", disse o policial, que não teve o nome divulgado e afirmou que foi ameaçado de morte. Antes de chegar ao local do cativeiro, ele diz ter sido obrigado pelos sequestradores a obrigar vários veículos a pararem na estrada para que os guerrilheiros roubassem os pertences dos motoristas e passageiros.

Ao saltar, o policial sofreu cortes e arranhões por todo o corpo, e teve fraturas em uma das mãos. O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, que deixará o cargo em dois meses, afirmou que tentará recuperar os demais sequestrados junto ao policial, assim como os 22 militares em poder das Farc.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.