Homem que estuprou e assassinou mulher há 17 anos é executado no Texas

Washington, 11 jun (EFE).- O estado do Texas (Estados Unidos) executou hoje com uma injeção letal um homem que há 17 anos estuprou e assassinou uma mulher.

EFE |

Karl Chamberlain esboçou um leve sorriso, e após receber a injeção letal, pediu perdão aos parentes de sua vítima, Felecia Prechtl.

"Quero que saibam que lhes amo com todo o meu coração. Quero que saibam que lhes agradeço por estar aqui", indicou.

"Estamos aqui para prestar homenagem à vida de Felecia Prechtl, uma mulher que nem sequer conheci, e para celebrar a minha morte.

Lamento muito. Queria poder morrer mais de uma vez", acrescentou.

"Por favor, não odeiem a ninguém (...)", acrescentou, pouco antes de sua voz ser apagada pelos efeitos da injeção, que lhe causou a morte nove minutos depois.

Chamberlain, que vivia no mesmo edifício que Prechtl, em Dallas, negou à Polícia ter conhecimento sobre sua morte em 1991, quando foi interrogado pelas autoridades.

No entanto, cinco anos depois, foi detido depois que os investigadores constataram que era sua uma impressão digital encontrada na fita adesiva com a qual a mulher havia sido presa.

Ao ser detido, ele confessou imediatamente ter sido o autor do estupro e assassinato da mulher.

Esta foi a primeira execução em nove meses realizada no Texas, o estado que mais aplica a pena de morte nos EUA. EFE ojl/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG