BERLIM (Reuters) - Um homem de 37 anos pulou a grade e entrou no cerco de Knut, o popular urso do zoológico de Berlim, na segunda-feira, mas escapou ileso porque os funcionários do zôo distraíram o animal com um pedaço de carne, informou a polícia. O homem disse que pensou que o urso estava triste e solitário e, por isso, queria fazer companhia a ele, disse Miriam Tauchman, porta-voz da polícia de Berlim. Ele teve muita sorte por nada de sério ter acontecido por causa deste ato tolo.

Knut, um urso polar órfão que cativou os amantes de animais no mundo todo, agora tem dois anos de idade e 200 quilos. O funcionário Thomas Doerflein o adotou depois que a mãe do ursinho o rejeitou.

Knut fica sozinho no cercado desde a morte de Doerflein por causas naturais, em setembro.

Tauchmann disse que o homem foi liberado e pode ser interrogado novamente. Ele pulou a cerca e caiu na água que separa a área do urso.

Ele ignorou as ordens dos funcionários e só saiu do local quando a polícia chegou, 20 minutos depois. O homem se recusou a receber tratamento médico para a suposta hipotermia e foi liberado.

Knut dobrou os lucros do zoológico, não só com as milhões de visitas, mas também com os produtos com a marca Knut -- de ursos de pelúcia a DVDs, livros e doces.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.