Homem mata vigilante de hospital que o impediu de assassinar ex-mulher

Santiago (R.Dominicana), 16 fev (EFE).

EFE |

- Um homem matou a facadas um vigilante de um hospital da província de Santiago, norte da República Dominicana, depois de ser impedido de entrar na sala de parto do local para assassinar sua ex-mulher e um filho dela recém-nascido, informou hoje a Polícia.

O homicídio, registrado pelas câmeras de segurança do hospital, ocorreu no sábado.

José Alfredo Martínez, de 69 anos, pretendia entrar na sala onde se encontrava sua ex-esposa, de 28 anos e que não foi identificada, e o filho que tinha tido com outro homem, mas Santiago Aurelio Román, de 53, o impediu.

Após uma discussão, Martínez esfaqueou Román, que morreu na sala de emergência do próprio hospital.

Alguns programas da TV local exibiram imagens do homicídio. EFE as/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG