Homem mata pelo menos 7 e fere 15 na Eslováquia

Atirador de meia idade matou membros de uma mesma família de ciganos e, cercado pela polícia, suicidou-se em Bratislava

iG São Paulo |

AP
Homem identificado por mídia eslovaca como atirador que deixou 7 mortos e 15 feridos em Bratislava. Ele cometeu suicídio após o ataque
Um atirador deixou pelo menos sete mortos e 15 feridos antes de se suicidar nesta segunda-feira em uma área movimentada de um bairro da periferia de Bratislava, na maior chacina da Eslováquia. Segundo a rede de TV CNN, há informações, ainda não confirmadas, de que um dos feridos morreu, o que elevaria para oito o total de mortos no ataque.

O homem, armado com um fuzil e dois revólveres, deixou primeiro cinco mortos (quatro mulheres e um homem), em uma casa do bairro de Devinska Nova Ves, no noroeste de Bratislava, e depois assassinou outra em frente da residência. Segundo a polícia, todas as vítimas eram da mesma família.

"A sétima vítima, uma mulher de 52 anos que não pertencia a essa família, foi provavelmente morta por acidente em sua varanda quando o assassino começou a atirar na direção das janelas", declarou o ministro do Interior Daniel Lipsic.

"Os primeiros policiais chegaram quando o homem estava saindo da casa", indicou o chefe da polícia eslovaca, Jaroslav Spisiak, que confirmou o suicídio do assassino. "Já na rua, o homem correu por alguns metros, disparando contra tudo que se movia. Mais policiais chegaram e o cercaram, e ele não viu outra alternativa a não ser cometer suicídio", completou.

A polícia indicou que ainda não sabe a identidade do assassino e sua motivação. As forças de segurança se negaram a fornecer detalhes a respeito dos nomes das vítimas, limitando-se a indicar que as pessoas mortas eram "membros de uma mesma família de origem cigana".

Mas, por enquanto, é "pouco provável" que haja motivações racistas na matança, afirmou o ministro do Interior, acrescentando que a casa pré-fabricada era habitada por ex-militares.

"Os feridos, incluindo um menino de três anos, foram hospitalizados", declarou Dominika Sulkova, porta-voz dos serviços de emergência. O menino não corre risco, três pessoas apresentam "ferimentos graves" e as outras ficaram levemente feridas com cortes de estilhaços de vidro, disse.

Entre os feridos há um policial que levou um tiro na cabeça. Sua condição era estável nesta segunda-feira à tarde, indicou Lipsic. "Tentamos descobrir a identidade do assassino, vamos estabelecer a identidade das vítimas, mas não temos detalhes no momento", acrescentou.

AFP
Polícia é vista perto de homem morto no subúrbio de Devinska Nova Ves, em Bratislava, onde atirador abriu fogo na rua
Os tiros foram registrados às 10h locais (5h em Brasília) em uma rua movimentada, perto de um supermercado e de um jardim de infância desse bairro.

"Vi um homem de meia idade caminhar com uma arma na mão em direção a uma casa pré-fabricada situada perto de um jardim de infância. Depois, um homem ferido de origem cigana, cuja família vive na casa, saiu de lá correndo, caiu no chão e o homem atirou nele uma ou duas vezes", declarou Marta Vozbranukova, uma professora da escola maternal. Inicialmente, a BBC chegou a informar que o atirador poderia ser um adolescente de 15 anos .

"Depois, o homem começou a atirar na rua", acrescentou depois de indicar que não havia crianças na escola nesse momento. Com exceção dos sangrentos ajustes de contas entre grupos mafiosos nos anos 1990, essa é a maior chacina cometida na Eslováquia - país membro da União Europeia desde 2004.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: eslováquiaatiradorataque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG