Homem mais velho do mundo morre aos 113 anos

O homem mais velho do mundo - o veterano britânico da Primeira Guerra Henry Alligham - morreu, segundo informou neste sábado o lar de idosos em que ele morava, em Brighton, no sul da Inglaterra. Segundo a direção do lar de idosos, ele estava bastante ativo até os últimos dias.

BBC Brasil |

AP
Henry Alligham

O diretor do lar disse ainda que todos gostavam dele no local, e que sua falta será sentida.

Allingham, que nasceu em 1896, se tornou o homem mais velho do mundo no mês passado. Seu enterro será realizado neste mês, em Brighton.

O veterano, que viveu em três séculos diferentes e seis monarquias no Reino Unido, deixa cinco netos, 12 bisnetos, 14 trinetos e um tataraneto.

Sua mulher, Dorothy, com quem foi casado por mais de meio século, morreu em 1970.

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, prestou homenagem ao veterano de guerra, afirmando que ele foi um homem de grande personalidade.

Memórias

Allingham ingressou no serviço militar britânico em setembro de 1915. Em novembro do ano passado, ele participou das cerimônias que marcaram os 90 anos do fim da Primeira Guerra.

Antes dos eventos, o veterano disse que, mesmo se quisesse, jamais conseguiria esquecer a guerra.

"Vi muitas coisas que gostaria de esquecer, mas nunca vou esquecê-las, nunca posso esquecê-las", disse ele.

Durante décadas, Allingham se recusou a falar sobre o assunto com sua família, e não participou de reuniões ou encontros de veteranos.

Mas em 2005, ele foi convidado a inaugurar um memorial de guerra na França e decidiu que recusar seria desrespeitoso com seus companheiros de guerra.

Depois disso, o veterano foi homenageado diversas vezes por sua participação no conflito.

No mês passado, a Marinha Britânica ofereceu uma festa de aniversário ao veterano no navio militar HMS President.

    Leia tudo sobre: idosorecorde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG