Homem interrompe discurso de Medvedev para pedir emendas à Constituição

Moscou, 12 dez (EFE) - Um dos participantes da conferência dedicada ao 15º aniversário da aprovação da Constituição russa interrompeu hoje o discurso do presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, no Palácio Estadual do Kremlin.

EFE |

"As emendas à Constituição são vergonhosas, precisamos de eleições livres", gritou um homem que se levantou de sua poltrona na décima fileira da platéia do Palácio, segundo a agência "Itar-Tass", enquanto o chefe do Estado fazia seu pronunciamento.

Medvedev continuou falando como se nada tivesse acontecido, mas interrompeu o discurso quando os seguranças se aproximaram para tirar da sala o protagonista do incidente.

"Não levem ele para lugar nenhum, deixem ele ficar e escutar", afirmou o presidente russo, que acrescentou: "Falando francamente, a Constituição foi aprovada para que cada um tenha direito a expressar sua postura".

As palavras de Medvedev foram recebidas com aplausos pelos presentes à conferência.

No entanto, apesar do pedido do presidente, os membros dos serviços de segurança retiraram o homem da sala, segundo a "Interfax".

Em seus 15 anos de vigência, a Constituição russa não foi submetida a qualquer emenda, mas atualmente se encontra em andamento um processo de aprovação de modificações constitucionais promovidas por Medvedev.

O chefe do Estado propôs ampliar de quatro a seis anos o período presidencial e de quatro a cinco anos a legislatura, assim como estabelecer um relatório anual do Governo perante a Duma (Câmara dos Deputados).

As remodelações promovidas por Medvedev já foram aprovadas pela Duma e pelo Conselho da Federação (Senado), e ainda precisam ser ratificadas pelas assembléias legislativas de pelo menos dois terços das repúblicas e regiões que integram a Federação da Rússia. EFE bsi/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG