MIAMI (Reuters) - Um homem que alegou ser palestino e disse querer matar todos os judeus foi retirado à força de um voo da Delta Airlines em Miami e preso, informaram autoridades na quinta-feira. O avião, que seguia para Detroit, estava taxiando na pista do Aeroporto Internacional de Miami na noite de quarta-feira quando Mansor Mohammad Asad de Toledo, de 43 anos, começou a gritar e a fazer comentários antissemitas, disse a polícia de Miami-Dade.

"Sou palestino e quero matar todos os judeus", disse ele segundo testemunhas.

O piloto desviou o avião para o terminal e um dispositivo Taser foi usado para "neutralizar" Asad, depois que ele agrediu um oficial, disse a polícia.

O incidente ocorreu num momento de grande tensão nos aeroportos norte-americanos, depois de uma tentativa de ataque a bomba no voo da Northwest Airlines rumo a Detroit no dia de Natal.

A polícia disse que Asad responderá a diversas acusações criminais, inclusive a de ameaça contra um funcionário público e perturbação da ordem. O avião da Delta partiu com destino a Detroit após uma rigorosa inspeção de segurança.

(Reportagem de Tom Brown)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.