Homem é preso suspeito de planejar atentado em Nova York

Segundo Bloomberg, José Pimentel, 27 anos, é 'simpatizante da Al-Qaeda' e tinha planos de atacar militares e prédios do governo

iG São Paulo |

Autoridades americanas anunciaram neste domingo a prisão de um homem acusado de planejar atentados a bomba na cidade de Nova York. José Pimentel, 27 anos, teria planos de atacar prédios da polícia e dos correios, assim como militares que serviram nas guerras do Iraque e do Afeganistão.

AP
José Pimentel é acusado no Tribunal Penal de Manhattan, nos Estados Unidos
O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, chamou Pimentel de “simpatizante da Al-Qaeda”. Nascido na República dominicana e com cidadania americana, ele era investigado havia pelo menos um ano.

De acordo com o comissário Raymond Kelly, a polícia se movimentou rapidamente para prender Pimentel no sábado porque ele estava pronto para realizar o primeiro ataque. “Tivemos que agir com rapidez porque ele estava montando a bomba”, afirmou.

Kelly acrescentou que Pimentel decidiu montar os explosivos em agosto e acelerou seus planos após o anúncio, em 30 de setembro, de que os EUA mataram o clérigo Anwar al-Awlaki , uma das principais lideranças do braço do grupo no Iêmen .

Segundo Bloomberg, não há evidências de que Pimentel tenha algum cúmplice. “Ele parece ser um lobo solitário”, disse o prefeito. “Não era parte de uma conspiração maior.”

As autoridades disseram que Kelly teve várias conversas com um informante da polícia nas quais expressou seu interesse em atacar bancos e prédios do governo.

Na internet, ele também demonstrou seu apoio à Al-Qaeda e divulgou um artigo que descrevia em detalhes como fazer uma bomba. Outro dos textos divulgados por ele dizia que “as pessoas devem entender que a América e seus aliados são alvos legítimos na guerra”.

O advogado do acusado, Joseph Zablocki, afirmou que o comportamento de seu cliente não sugere que ele estava envolvido em uma conspiração. “Esse caso não é tão forte como as pessoas acreditam”, opinou. “Ele tinha um perfil público na internet, e você não faz isso se está prestes a cometer um ataque terrorista.”

Pimentel, que viveu durante anos em Manhattan, teve direito à fiança negado e continua preso. Ao anunciar sua prisão, Bloomberg também informou que as autoridades detectaram pelo menos outros 13 planos terroristas contra Nova York desde os ataques de 11 de Setembro de 2001 . Nenhum teve sucesso.

Com AP

    Leia tudo sobre: atentadoterrorismoNova York11 de setembro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG