TÓQUIO - A polícia japonesa prendeu um homem ocidental que nadava pelado no fosso que cerca o Palácio Imperial no agitado distrito executivo de Tóquio, atraindo uma multidão, afirmaram as autoridades nesta terça-feira.

Acordo Ortográfico

O homem nu de meia idade pulou no fosso, depois atirou pedras e água contra dois policiais que o perseguiram num barco a remo, afirmou uma autoridade da Polícia Metropolitana de Tóquio sob condição de anonimato.

O policial não soube informar o nome ou a nacionalidade do homem.


Homem momentos antes de pular no fosso / AP

Imagens da TV local mostram um homem nadando no fosse enquanto a polícia o perseguia num barco a remo, atraindo uma multidão. Ele ficou na água por cerca de meia hora.

Eventualmente ele saiu da água e escalou uma parede de pedras apenas para ser detido pela polícia que o aguardava. O homem foi detido para interrogatório, mas não se sabe se foi fichado.

As imagens locais foram cuidadosas para não transgredir as regras de obscenidade locais e cobriram as partes íntimas do homem com tarjas desfocadas.


Homem tenta fugir da polícia / AP

A polícia disse que essa é a primeira vez que um nadador causa tamanha comoção na cidade.

"Se você soubesse o que existe naquele fosso não iria querer nadar ali", disse a autoridade da polícia, se referindo ao imperador Akihito, que mora no local. O fosso é separado da moradia do imperador por um muro de pedras e um bosque.

Uma autoridade do palácio afirmou que o imperador estava no local, mas que provavelmente não viu o nadador nu.

Leia mais sobre Japão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.