Homem é preso na Bolívia por bater no carro de Morales

La Paz, 17 ago (EFE).- Um juiz pediu hoje a prisão preventiva do homem que, no fim de semana passado, bateu no vidro do carro que levava o presidente da Bolívia, Evo Morales, no departamento de Cochabamba.

EFE |

Os canais de TV locais informaram hoje que Edmundo Larrea, de 62 anos, ficará em uma prisão em Cochabamba até que comece o julgamento por atentar contra a segurança do chefe de Estado.

No sábado passado, Larrea insultou Morales e, após ter burlado a segurança, bateu contra um dos vidros do carro em que estava o presidente.

"Há oito anos, quando estava trabalhando em Chapare em uma empresa privada, nos fizeram uma emboscada. Ele (Evo Morales) era o dirigente (dos cocaleiros), a favor dos narcotraficantes", disse no sábado Larrea à imprensa, enquanto mostrava uma cicatriz em um dos braços.

Um dia depois, Larrea pediu perdão ao presidente e assegurou que no sábado agiu sob a influência do álcool. EFE gb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG