Por Silvia Molteni ROMA (Reuters) - A polícia italiana prendeu um homem de 26 anos que tentou entrar no quarto de hospital onde o primeiro-ministro Silvio Berlusconi se recupera de um ataque sofrido no domingo, que o deixou com o nariz fraturado e dois dentes quebrados.

A polícia de Milão informou que o homem, da cidade de Turim ao norte da Itália, alegou que queria conversar com o líder conservador de 73 anos. Segundo a polícia, ele teria entrado o hospital aproximadamente às 2h da manhã através de um estacionamento no subsolo e tentou pegar o elevador para o sétimo andar, onde Berlusconi está internado.

Berlusconi foi atingindo no rosto por uma estatueta atirada por um homem com histórico de doenças mentais após um comício no fim de semana.

O governo prometeu criar novas medidas para eliminar sites de repúdio ao premiê na Internet e fortalecer a segurança em reuniões públicas após o incidente.

O site de relacionamentos Facebook, onde grupos tem manifestado elogios ao agressor de Berlusconi, afirmou na quarta-feira que irá remover qualquer "conteúdo ameaçador" de suas páginas assim que for solicitado.

Esperava-se que Berlusconi recebesse alta do hospital mais tarde nesta quarta-feira, apesar de seu porta-voz, Paolo Bonaiuti, afirmar que ele ainda está sentindo dores. Médicos avisaram que o premiê teria de se abster de atividades públicas muito intensas por ao menos duas semanas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.